Parceria do SINDAN com o MAPA supre necessidades de insumos dos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), entidade de âmbito nacional que reúne os laboratórios veterinários que atuam no Brasil, tem parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), provendo para os Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária (LFDA) todos os insumos para realização de análises de vacinas dos programas nacionais de controle e/ou erradicação de doenças, atendendo à determinação do Artigo 53 do Decreto nº 5.053/2004.

“Para cumprir seu compromisso, o SINDAN realiza controles diários, verificando custo e qualidade dos itens fornecidos aos laboratórios oficiais, sempre buscando as melhores marcas, com aquisição direta dos fabricantes e entrega ao LFDA solicitante, permitindo análises fidedignas à qualidade dos produtos testados e comercializados no país”, explica Emilio Salani, vice-presidente executivo do SINDAN.

O LFDA-RS testa as vacinas contra Febre Aftosa e o SINDAN fornece os bovinos para vacinação com os imunógenos a ser testados, a alimentação, os cuidados necessários para sua manutenção e toda a administração da seleção, aquisição e liberação destes animais, assim como os itens utilizados nos testes – agulhas, meios de cultura, reagentes, placas etc.

As vacinas aviárias contra Bronquite Infecciosa, Gumboro e Newcastle, complexadas e combinadas, assim como as vacinas antirrábicas para Herbívoros e Cães e Gatos, são testadas no LFDA-SP. O SINDAN é responsável pela administração e manutenção do biotério, de acordo com o plano de trabalho assinado com o MAPA, garantindo o cuidado e o fornecimento de camundongos e ovos SPF (Specific Pathogen Free) e cobaias para os laboratórios. Mensalmente, os laboratórios solicitam insumos para a realização dos testes, incluindo agulhas, seringas, cepas padrões etc.

Em Pedro Leopoldo, o LFDA-MG testa as vacinas de Brucelose e as Clostridiais (Botulismo – C. botulinum; Carbúnculo – C. chavoei; Enterotoxemia – C. perfringens). O laboratório recebe do SINDAN, mensalmente, coelhos, camundongos e cobaias (as últimas são transportadas do biotério de São Paulo para Minas Gerais, em carros climatizados e específicos para este tipo de transporte).

No início de cada ano, o laboratório oficial de Minas Gerais encaminha ao SINDAN suas listas de insumos para aquisição de meios de cultura (estes, principalmente para os testes de Brucelose), agulhas, seringas, ponteiras, rações e maravalha etc.

“A parceria do SINDAN com o MAPA viabiliza a realização do controle oficial o qual, sendo determinação legal, funciona como “double check” em relação à qualidade dos produtos veterinários, uma vez que fabricantes e importadores realizam testes internos previamente aos oficiais, reafirmando o compromisso do setor com a evolução do status sanitário do país. Assegurar a qualidade de insumos tão importantes para a cadeia de produção de proteínas animais e para o cuidado dos animais de companhia é promover uma relação de confiança entre o setor privado, o setor público e os países com os quais o Brasil mantém relações comerciais, oferecendo um instrumento seguro para o uso do profissional veterinário e para a sociedade”, reforça Emilio Salani.

SINDAN

Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, fundado em 30/03/1966, foi constituído para fins de estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria econômica da INDÚSTRIA DE PRODUTOS PARA SAÚDE ANIMAL.

Pin It on Pinterest

Share This