A pirataria de defensivos agrícolas e produtos veterinários causa prejuízos financeiros ao País e coloca em risco a saúde de consumidores, agricultores e animais. Além disso, contribui para aumentar a insegurança no campo e na cidade, uma vez que o contrabando e a falsificação de insumos agropecuários estão intimamente ligados a diversos outros crimes.

Embora o investimento das autoridades brasileiras no combate à pirataria venha aumentando, somente repressão e fiscalização não bastam. A solução para o problema passa, ainda, por medidas educativas e preventivas que alcancem desde os produtores rurais até o consumidor final, passando pelas polícias e agências regulatórias.

A fim de conscientizar todos os atores envolvidos nessa gigantesca cadeia, a ABIFINA está lançando a “Cartilha de combate à pirataria de insumos agropecuários – defensivos agrícolas e produtos veterinários”. A publicação tem o apoio institucional do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP), por intermédio da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), e foi produzida com a colaboração da CropLife Brasil e do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan).

Em suas páginas, a cartilha mostra como identificar defensivos agrícolas e produtos veterinários piratas, traz todos os riscos e consequências do uso de itens ilícitos e informa onde denunciar irregularidades. Mais do que isso, deixa claro por que o uso de insumos agropecuários legais é melhor para todos.

Lançamento em webinar

A secretária Nacional do Consumidor do MJSP, Juliana Oliveira Domingues, fez o lançamento da cartilha de insumos agropecuários hoje (28/9), na abertura do webinar “Combate à pirataria em produtos para a saúde humana, saúde animal e no agronegócio brasileiro – diagnóstico e ações estratégicas”, promovido pela ABIFINA. Tanto a obra quanto o evento foram produzidos no âmbito da Comissão Especial de Medicamentos, Próteses, Equipamentos Hospitalares e Agrotóxicos do CNCP.

A publicação é a segunda do tipo elaborada pela ABIFINA em 2021. Em junho, a entidade lançou a “Cartilha para o consumo seguro de produtos naturais – fitoterápicos, suplementos alimentares e Medicina Tradicional Chinesa”, que também pode ser baixada gratuitamente neste link:

https://www.sindan.org.br/wp-content/uploads/2021/09/cartilha_de_combate_a_pirataria_de_insumos_agropecuarios-1.pdf